Poemas

Curtição

 

Curto o tempo curto
Que me resta aqui,
Pois logo começarei a respirar
Ali, onde os sonhos
Recomeçam.

E não me peçam pra
Voltar, sigo a rota da
Viagem,
Que o Capitão Maior
Me impôs.

Depois é o
Depois.
Lá nós poderemos ver
E responder a pergunta
Do ser e do não ser,
Simples questão irrespondível.

Ali onde estivéramos,
Estaremos,
E o espelho perguntará,
E responderemos:
Espelho meu,
Existe alguém mais perdido
Do que eu?

Não, reconhecer a perdição
É o princípio da redenção!

Voltaremos a sonhar,
E nos sonhos,
Nos conhecer,
Pois ali,
Na intimidade metafísica da vida,
Somos quem somos,
Sem mentira ou enganação.

Sonhe, sonhe criança,
Se embale na Verdade,
Na libertação!

Nagib Anderáos Neto
16/06/16
Junho encantado

Escrito por:  Nagib Anderáos Neto
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Fale Comigo

nome:

Newsletter

Receba Nossas novidades


Cadastrar

Siga-me