Poemas

A Coxia

 

Minha praia é a poesia

Minha alegria.

Eu menino lia

E recitava

Tudo o que me

Encantava.

Discursava no palco

Amava o cheiro

Da Coxia

E declamava

O sonho e as palavras

Escritas por

Alguém.

Hoje escrevo

Minhas próprias palavras

E sei que reviverei nelas.

Não há morte,

Não há vida,

Apenas

Um eterno

Existir.

Escrito por:  Nagib Anderáos Neto
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Fale Comigo

nome:

Newsletter

Receba Nossas novidades


Cadastrar

Siga-me

 

Artigos e Crônicas